sábado, 27 de agosto de 2016

ESTUDO AFIRMA QUE ZIKA SE MULTIPLICA PELA VAGINA APÓS TRANSMISSÃO SEXUAL...

FONTE: *** Do UOL, em São Paulo (noticias.uol.com.br).


O vírus da zika, quando transmitido sexualmente, pode se reproduzir na vagina durante vários dias. Em gestantes pode alastrar a infecção desde os genitais até o cérebro do feto. Essa é a conclusão de um novo estudo feito com camundongos fêmeas prenhas, publicado na quinta-feira (25) pela revista Cell.

Um grupo de pesquisadores de várias instituições, entre elas a Universidade de Yale, nos Estados Unidos, criou um modelo de infecção vaginal da zika nas fêmeas de camundongo para tentar compreender os mecanismos que o vírus utiliza para "invadir o corpo a partir dos genitais" nas transmissões por contágio sexual.

"O vírus da zika parece encontrar um nicho na vagina. Observamos em nosso modelo que esse é o lugar onde o vírus pode se replicar por um período extenso de tempo. Em camundongos gestantes, a infecção vaginal pode levar à infecção cerebral e à restrição do crescimento do feto", disse a autora principal do estudo, a imunologista de Yale, Akiko Iwasaki.

A cientista e sua equipe, que estuda há anos infecções virais em mucosas genitais pelo vírus da herpes, descobriram que a zika pode sobreviver e se replicar durante vários dias na mucosa vaginal das fêmeas de camundongo.

Ao infectá-las pela vagina, os cientistas comprovaram que os fetos se desenvolviam de maneira mais lenta que o normal e sofriam com infecção cerebral.

Infecção atinge cérebro do feto.

Os pesquisadores estão trabalhando agora para descobrir o caminho feito pelo vírus da mucosa vaginal até infectar o feto, um feito que consideram "muito preocupante".

Embora as conclusões de estudos com ratos muitas vezes não se apliquem diretamente aos seres humanos, Iwasaki disse que as descobertas lançam uma nova luz sobre a questão.

"A descoberta pode ser importante para as mulheres, não só para as mulheres grávidas", disse. "A vagina é um local onde o vírus pode se replicar e, eventualmente, ser transmitido para parceiros". "Em mulheres grávidas, a transmissão vaginal do vírus zika pode ter um impacto significativo no feto em desenvolvimento", acrescentou.

O zika é transmitido principalmente pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado, mas também por contato sexual.

Existe pelo menos um caso conhecido de uma mulher que infectou o seu parceiro, e foram registrados vários casos em que os homens transmitiram o vírus durante o sexo para parceiros masculinos e femininos.

O zika pode permanecer no sêmen por até seis meses, de acordo com um estudo recente.


*** Com agências.

IRMÃO DE NICKI MINAJ PODE SER CONDENADO À PRISÃO PERPÉTUA POR ABUSAR DE GAROTA...

FONTE: CORREIO DA BAHIA (redacao@correio24horas.com.br).

Ele volta ao tribunal na segunda-feira (29), para sequência do julgamento.
Irmão mais velho da cantora Nicki Minaj, Jelani Minaj, 37 anos, pode ser condenado à prisão perpétua por abuso de menor. Ele foi preso acusado de estuprar uma garota de 13 anos em Nova York, em dezembro de 2015 - com pagamento de fiança de 100 mil dólares, ele foi solto poucos dias depois.

Segundo documentos apresentados em corte, Jelani teve relações sexuais com a garota por cerca de 3 meses. Foi proposto um acordo que, caso ele aceite, pode ficar preso por 15 anos. Caso ele rejeite, pode ser condenado até à prisão perpétua. 
Jelani é casado com Jaqueline Minaj. Segundo vizinhos, eles vivem com uma garota de 12 anos e um menino de 8 - não se sabe se esta é a mesma menina abusada.

Ele volta ao tribunal na segunda-feira (29), para sequência do julgamento.

HOMEM CHAMA ATENÇÃO POR "MERGULHAR" NA LAMA PARA CONSERTAR CANO...

FONTE: Redação RedeTV! (www.redetv.uol.com.br).


O funcionário público Jimmie Cox, de 23 anos, começou a chamar atenção após um feito inusitado: "mergulhar" na lama para consertar o encanamento de uma residência no condado de Hood, no Texas (EUA).

Fotografado no momento do conserto, o homem aparece submerso da cintura para cima para cumprir a missão.

A dedicação dele impressionou a moradora da residência, Andrea Adams, que fotografou a cena e a publicou no Facebook usando, inclusive, a hashtag #employeeofthemonth (funcionário do mês).
Segundo ela contou à emissora WFAA, a imagem ganhou repercussão na rede social. "Horas depois, pessoas no Brasil estavam comentando", explicou ela.

Impressionado com o alcance da foto, Jimmie disse que não fez nada de mais. "Nesse tipo de trabalho as pessoas fazem muito isso", afirma ele em conversa com a mesma emissora. Ele ainda acrescentou que tem recebido muitas mensagens, por meio da rede social, de pessoas querendo saber o que ele estava fazendo ali.

Apesar de Jimmie considerar comum o que fez, Andrea diz que ficou muito orgulhosa com a dedicação e o resultado do trabalho feito por Jimmie.

FUMAR PROVOCA 50 TIPOS DE DOENÇAS, ALERTA INCA...

FONTE: TRIBUNA DA BAHIA.


O fumo provoca 50 doenças diferentes, destacando-se as cardiovasculares, o câncer e as doenças respiratórias obstrutivas crônicas, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA).

O fumo provoca 50 doenças diferentes, destacando-se as cardiovasculares, o câncer e as doenças respiratórias obstrutivas crônicas, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Conscientes dos prejuízos à saúde, os fumantes que decidem abandonar o vício sabem que esta não é uma tarefa fácil. No Dia Nacional de Combate ao Fumo, 29 de agosto, o pneumologista Marcel Albuquerque fala sobre a metodologia mais eficaz para tratar a dependência de forma definitiva.
“O cigarro causa tanto a dependência química quanto a psicológica. Isoladamente, nenhum tratamento é eficaz. Pacientes que optam por fazer a reposição de nicotina por conta própria, muitas vezes, não conseguem o resultado esperado a longo prazo, pois a dependência maior pode ser psicológica, por exemplo”, explica.
Coordenador do Programa de Cessação do Tabagismo do Hospital Cárdio Pulmonar, o pneumologista Marcel Albuquerque afirma que é preciso um acompanhamento médico e psicológico para entender qual a dependência do paciente para que o tratamento tenha êxito.

Estudos mostram que a abordagem multidisciplinar é o método mais eficiente para os pacientes abandonarem o cigarro definitivamente. Deste modo, programa do Cárdio Pulmonar foi montado com um pneumologista e uma psicóloga com experiência na área de cessação de tabagismo, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde que, através do Instituto Nacional do Câncer (Inca), desenvolve as ações que compõem o Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT).

AUMENTA ACESSO DE JOVENS A ÁLCOOL E DROGAS, REVELA IBGE...

FONTE: *** , (noticias.uol.com.br).

Rio - Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada na sexta-feira, 26, revela o aumento do acesso precoce a bebidas alcoólicas e a drogas ilícitas entre alunos do 9º ano do ensino fundamental. Mais da metade dos jovens (55%, ou 1,44 milhão de alunos) relataram já ter tomado ao menos uma dose de bebida alcoólica, proporção superior aos 50,3% registrados em 2012.

Houve redução dos jovens que informaram ter consumido bebidas alcoólicas nos 30 dias anteriores à pesquisa. Em 2012, 26,1% disseram ter bebido recentemente, porcentual que caiu para 23,8% em 2015. O dado mais preocupante foi o que mostrou que, tanto em 2012 como em 2015, um em cada cinco jovens (21,8% e 21,4% respectivamente) tiveram pelo menos um episódio de embriaguez.

"Hábitos saudáveis e não saudáveis tendem a ser mais duradouros quando adquiridos na adolescência, no que se refere tanto a fumo e bebida alcoólica quanto à prática de esportes e boa alimentação. Por isso a Organização Mundial da Saúde recomenda pesquisas com adolescentes, para prevenção de doenças cardiovasculares, câncer e displasias", diz o pesquisador do IBGE Marco Andreazzi, gerente da Pense.

Estados da Região Sul estão entre os que registraram maior índice de consumo de álcool nos 30 dias anteriores à pesquisa - Rio Grande do Sul, 34%, e Santa Catarina, 33,8%, seguidos de Mato Grosso do Sul (31,2%) e Paraná (30,2%)

Uma pequena proporção, de 0,5%, revelou ter consumido crack nos 30 dias anteriores à pesquisa. No universo total de alunos do 9º ano, seriam 13 mil usuários da droga, mesmo que eventuais. Para o gerente da Pense, já é um alerta para pais e professores.

"O crack costuma retirar os alunos da escola, é a ponta do iceberg. Estamos entre os países com menor índice de consumo de drogas ilícitas entre os adolescentes, mas o uso nos últimos 30 dias indica hábito, ou vício. Se for usado antes dos 14 anos, é um risco a mais", diz Andreazzi. Revelaram ter experimentado alguma droga ilícita 9% dos alunos, ou 236,7 mil estudantes, em 2015, proporção maior que dos 7,3% de 2102.

Houve pequena redução entre os jovens que já fumaram cigarro. A proporção dos que experimentaram pelo menos uma vez caiu de 19,6% em 2012 para 18,4% em 2015. Entre os que fumaram nos 30 dias anteriores, foi detectado pequeno aumento, de 5,1% para 5,6%.

*** Luciana Nunes Leal.

AÇÚCAR: REFINADO, DEMERARA OU MASCAVO?...

FONTE: TRIBUNA DA BAHIA.


O limite máximo diário para uma pessoa adulta é de 20g, ou seja, oito colheres daquelas pequenas de café.


Você já parou para pensar o quanto de açúcar você come diariamente? E não estamos falando só daquelas colheres para adoçar o café ou o suco diário, mas sim de todo o açúcar que seu corpo ingere por meio dos alimentos consumidos diariamente. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o limite máximo diário para uma pessoa adulta é de 20g, ou seja, oito colheres daquelas pequenas de café. 
Mais do que isso e você estaria deixando seu corpo mais propício a doenças como diabetes, hipertensão, cárie e até mesmo câncer.Para a nutricionista do Hapvida, Maria Cristina Câmara, além de estar atento ao consumo indireto de açúcar (o que ingerimos nos alimentos), é preciso também estar atento ao tipo de açúcar, que pode não ser o mais ideal para o consumo. “Quanto mais refinado, quanto mais branco, mais processado é o açúcar”, afirma Maria. 
O resultado disso é que o refinamento acaba por tirar a maioria dos nutrientes do produto, como cálcio, magnésio, fósforo, potássio, deixando-o mais pobre”.
A regra é, quanto mais escuro, mais nutriente ele possui, por isso, muitas vezes opções como o açúcar demerara ou mesmo o mascavo, seriam os mais saudáveis para o consumo. Maria explica, por exemplo, que o demerara passa por um processo de refinamento mais leve que os refinados ou cristais, preservando assim muitos dos nutrientes originais. Já o mascavo não passa por nenhum tipo de processo na extração e nem possui aditivos, preservando todos os nutrientes originais.
 “Outra opção de açúcar é o de coco, que além de preservar os nutrientes, possui antioxidantes, que protegem nossas células de danos”, afirma a nutricionista.
Maria lembra que não importa o tipo de açúcar, desde o mais industrializado ao menos refinado, todos possuem a mesma caloria. “Ser mais saudável não quer dizer que ele tenha menos calorias, significa que ele possui mais nutrientes”, reforça.
Dicas.
A nutricionista lembra que reduzir o açúcar é evitar níveis altos de glicemia e picos de insulina. O ganho de peso está associado também. Com o excesso de gordura corporal podem vir as comorbidades, como: resistência à insulina, diabetes, pressão alta, doenças cardíacas, colesterol e triglicérides elevados. “Reduzindo o açúcar, você previne as patologias citadas e tem maior facilidade na perda e manutenção do peso”, afirma.

Ela também aconselha a troca do tipo de açúcar, caso o produto consumido seja o refinado e o cristal. “Eles podem ser substituídos por açúcares mais saudáveis como o demerara, o mascavo ou de coco”, completa. A dica é aos poucos ir reduzindo a quantidade adicionada no alimento até que irá chegar um momento que o próprio paladar já estará acostumado com o sabor menos doce e mais natural do alimento.

MULHER RECEBE ALTA E ROUBA AMBULÂNCIA PARA VOLTAR PARA CASA...

FONTE: Do UOL, em São Paulo (noticias.uol.com.br).


Uma mulher roubou uma ambulância para poder voltar para casa depois de ter recebido alta de um hospital em Cincinnati, nos Estados Unidos.

Lisa Carr, 43 anos, acabou detida pela polícia. O motivo para o roubo da ambulância é curioso. Ela afirmou que só pegou o veículo porque o último ônibus para sua casa já tinha saído.

Por isso, Lisa não pensou duas vezes quando viu a ambulância dando sopa em frente ao hospital. Ela dirigiu em baixa velocidade por 20 minutos até sua casa.

Por meio do GPS, a polícia descobriu onde a ambulância estava estacionada e acabou prendendo Lisa por roubo, por dirigir sem licença e por não cooperar com o trabalho da polícia.


Já pensou se a moda pega no Brasil? O que vai ter de gente pegando ambulância por falta de ônibus por aí...

HOMEM ZOMBA DE SERVIÇO COMUNITÁRIO NO FACEBOOK E É CONDENADO A NOVE MESES DE PRISÃO...

FONTE: Redação/RedeTV! (www.redetv.uol.com.br).


Um juiz condenou um homem a nove meses de prisão após o condenado se recusar a cumprir as horas de serviço comunitário que lhe foram ordenadas e ainda se vangloriar do feito em sua conta no Facebook. 

David Newlands, de 24 anos, foi condenado a 150 horas de serviço comunitário em janeiro depois que ele e um grupo de sete amigos perseguiram um homem com dificuldades de aprendizado pelas ruas de Glasgow, na Escócia.

O juiz do caso lhe deu duas semanas para completar as tarefas, mas ele compartilhou uma atualização jocosa do seu progresso em fevereiro: "Pessoas se perguntam o motivo desse país estar ferrado? Eu foi condenado na corte e eles nem me mandaram para a cadeira, ao invés disso me condenaram a fazer serviço comunitário... Eu mandei eles para aquele lugar então me chamaram de novo no tribunal! O juiz disse que eu sou um idiota!". Após se negar a completar o serviço comunitário, Newlands foi chamado de novo ao tribunal, onde foi condenado a nove meses de prisão. "Eu lhe dei duas chances. Você não as aproveitou. Espero que você não pense que estou fazendo isso por raiva. Na verdade isso melhorou o meu dia, que estava um pouco entediante", disse o juiz na hora de aplicar a sentença.



3 MILHÕES DE JOVENS DE 13 A 17 ANOS ESTÃO ACIMA DO PESO, MOSTRA PESQUISA DO IBGE...

FONTE: *** 
, (noticias.uol.com.br).

Rio - Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) feita em 2015 com alunos de 13 a 17 anos, do 5º ano fundamental até o 3º ano do ensino médio, revela que 7,8% dos jovens eram obesos. O problema atinge 1 milhão de adolescentes. Entre os alunos do sexo masculino, 8,3% eram obesos e do sexo feminino, 7,3%. Tinham excesso de peso 23,7% dos entrevistados (incluindo os obesos) - ou 3,1 milhões de jovens.

O maior índice de obesidade foi registrado na Região Sul, onde 10,2% dos jovens estão nessa categoria. No Sul, 28,2% dos jovens apresentaram excesso de peso.

Estavam abaixo do peso, o que indica desnutrição, 3,1% dos jovens, ou 409 mil estudantes. As maiores proporções de alunos com baixo peso foram registradas no Norte e Nordeste, com 3,7%.

A pesquisa foi feita com 16.608 alunos de 13 a 17 anos em todo País, de um total de 13,2 milhões de estudantes nessa faixa etária. Além de responderem a uma série de perguntas, os alunos foram medidos e pesados pelos técnicos do IBGE. Os questionários foram aplicados entre abril e setembro de 2015, mesmo período do levantamento feito apenas com alunos do 9º ano, para a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (Pense). A pesquisa com alunos de 13 a 17 anos não permite comparação com anos anteriores.

O levantamento feito com alunos do 9º ano do ensino fundamental revela que a maior parte dos jovens diz estar contente com o próprio corpo, mas aponta que as meninas têm mais preocupação e insatisfação com a aparência. Uma em cada cinco alunas (21,8%) disseram se achar gordas ou muito gordas. Os maiores porcentuais estão na Região Sul. No Rio Grande do Sul, 29% das meninas disseram se acharem gordas ou muito gordas. No Paraná, foram 26,7%. Em Santa Catarina, 26,3% e em São Paulo, 25,3%.

"A inadequação entre o ideal de um corpo magro, amplamente aceito na sociedade, e a forma pela qual o próximo corpo é percebido pelos adolescentes leva-os à realização de atitudes extremas e prejudiciais à saúde para perder o manter o peso", diz o estudo. A indução de vômito ou o uso de laxantes foi recurso usado por 7% dos jovens (184,1 mil alunos), nos 30 dias anteriores à pesquisa, na tentativa de emagrecer.

A incidência de excesso e falta de peso é medida pelo Índice de Massa Corporal (IMC), obtido pela divisão do peso em quilos pela altura, em metro, ao quadrado. O resultado inferior a 18,5 aponta peso insuficiente. Entre 18,5 e 24,9 indica peso saudável. Entre 25 e 29,9 aponta excesso de peso. É considerada obesa a pessoa com IMC de 30 ou mais. No caso de crianças e adolescentes, o índice que indica normalidade ou não do peso é o escore-z do IMC e leva em conta a posição do IMC entre crianças da mesma idade e do mesmo sexo.

Alimentação.

Os jovens que estão no 9º ano do ensino fundamental comem mais guloseimas (doces, balas, chocolates, chicletes, bombons e pirulitos) que legumes e ingerem quase tanto alimentos ultraprocessados (hambúrguer, presunto, linguiça, salgadinho de pacote, biscoitos salgados, entre outros) quanto frutas. A boa notícia é que o feijão é o alimento mais consumido: 60,7% dos entrevistados comem feijão pelo menos cinco dias na semana. Legumes são consumidos por 37,7%, na mesma frequência, e frutas, por 32,7%. Já as guloseimas atraem 41,6% de jovens. Os ultraprocessados são ingeridos com frequência por 31,3%.

Outro mau hábito alimentar é frequente entre os entrevistados: quase seis em cada dez (57,9%) comem enquanto assistem à televisão ou estudam.

Escolas.

Um dos principais caminhos para a vida saudável, a prática de esportes é disseminada nas escolas da maior parte dos alunos do último ano do ensino fundamental, embora as condições não sejam ideais. Sete em cada dez alunos (72,8%) frequentam escolas com quadras esportivas e 92% têm acesso a materiais esportivos em condições de uso.

A diferença entre a rede pública e privada, nestes casos, é evidente. Estudam em escolas com quadra esportiva 69,2% dos alunos da rede pública e 94,1% da rede privada. A diferença é ainda mais profunda na comparação entre os que estudam em escolas com vestiários: apenas 22,2% da rede pública e 67,5% da rede privada.

No quesito higiene, a desigualdade também é grave: apenas 55% dos alunos do 9º ano, na rede pública, estudam em escolas que têm lavatórios com pia, água e sabão. Entre os estudantes das escolas particulares, a proporção sobe para 96,8%. "A ausência de condições para limpeza correta das mãos pode ser responsável pela disseminação de diversas doenças que comprometem a frequência à escola e o aprendizado das crianças, como verminoses, diarreia e doenças respiratórias", alerta o estudo do IBGE.


*** Luciana Nunes Leal.

VERDADE OU MITO: OS ALIMENTOS PERDEM NUTRIENTES AO SEREM AQUECIDOS NO MICRO-ONDAS?...

FONTE: ***, (noticias.uol.com.br).


Basta uma busca rápida na internet para encontrar sites e blogs que garantem que o uso do micro-ondas faz mal à saúde e resulta na perda de vitaminas e nutrientes dos alimentos.

Mas essa ideia de que o micro-ondas é pior do que outras formas de cozinhar não tem base científica, explica o programa da BBC Trust Me, I'm a Doctor (em tradução livre, "Confie em mim, sou médico").

O micro-ondas cozinha os alimentos usando ondas de energia semelhantes às de rádio, porém mais curtas.

Seletivas, essas ondas afetam sobretudo a água e outras moléculas assimétricas eletricamente: carregadas positivamente em um extremo e negativamente no outro.

As micro-ondas fazem com que essas moléculas vibrem e gerem calor, que rapidamente se estende às moléculas próximas para esquentar e cozinhar a comida.

Esse processo pode afetar as vitaminas e nutrientes dos alimentos, mas essas mudanças não são exclusivas do micro-ondas, e sim resultado do processo de aquecimento.

Quando se esquenta a comida, algumas vitaminas - como a C - se decompõem, explica a Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, em seu site sobre medicina e saúde.

Mas isso acontece independentemente de se o alimento é esquentado em forno convencional, no fogão ou no micro-ondas.

As proteínas também se "desnaturalizam" (ou seja, se decompõe e às vezes perdem suas propriedades) quando são esquentadas, por qualquer meio.

Mas como os tempos de preparo são mais curtos, cozinhar com micro-ondas de fato ajuda a preservar a vitamina C e outros nutrientes.

Cozinhar com água.

Os nutrientes dos alimentos também se perdem quando a comida é cozida com água.

Diversos estudos científicos concluíram que ao ferver as verduras, boa parte de seus nutrientes se solta na água.

A vitamina C e muitas das vitaminas B, como a B6 e a B12, são mais vulneráveis porque são solúveis em água.

E normalmente essa água não é aproveitada, mas descartada - o que faz com que os nutrientes também se percam.

A perda de nutrientes durante a fervura é maior do que em outras técnicas, como o micro-ondas, a fritura ou o vapor.

Então a melhor forma de reter as vitaminas e os nutrientes dos alimentos ao cozinhá-los é usar tempos curtos, que limitem a exposição ao calor, e um método de cozinhar que use menos líquido.

Um artigo publicado em 2009 no Journal of Food Science concluiu, por exemplo, que o micro-ondas mantém melhor os níveis de antioxidantes de alimentos como feijão, aspargos e cebola do que a fervura, o cozimento na panela de pressão ou o forno.

Mas se o que mais te preocupa é manter o valor nutritivo dos alimentos, o melhor é cozinhar no vapor.

Além disso, há outros passos que você pode fazer para conservar ao máximo o valor nutritivo dos alimentos.

Conselhos úteis para impedir a perda de nutrientes ao cozinhar.

  • Descascar e cortar o alimento logo antes de preparar ou consumir
  • Lavar de forma rápida antes de cozinhar
  • Empregar formas de cozimento em que a água e o alimento entrem em contato o mínimo possível
  • Esperar que a água ferva completamente para submergir o alimento, já que isso reduzirá o tempo de cozimento necessário
  • Cozinhar hortaliças al dente e esfriá-las após cozinhar, para preservar suas vitaminas
  • Aproveitar a água das verduras cozidas para fazer outros alimentos, como sopas
  • Evitar armazenar frutas e hortaliças por muito tempo na geladeira
  • Acrescentar vinagre ou suco de limão, que contribuem para a conservação das vitaminas e absorção de alguns minerais, como o ferro

*** Fonte: Fundação Espanhola de Dentistas e Nutricionistas e Associação para a Promoção do Consumo de Frutas e Hortaliças "5 al dia", da Espanha.

MUDANÇAS CLIMÁTICAS DEVEM DOBRAR CASOS DE RINITE ALÉRGICA...

FONTE: , Em Paris, (noticias.uol.com.br).


As mudanças climáticas e a propagação de ervas invasoras deverão dobrar o número de pessoas que sofrem de alergias sazonais, como a rinite alérgica, em toda a Europa, com prováveis impactos semelhantes na América do Norte, disseram pesquisadores na quinta-feira (25).

Em meados do século, cerca de 77 milhões de pessoas na Europa vão sofrer de rinite alérgica, em comparação com os 33 milhões de hoje, de acordo com um estudo publicado na revista Environmental Health Perspectives.

"A alergia ao pólen de ambrósia provavelmente se tornará um grande problema de saúde em boa parte da Europa", disse o autor principal do estudo, Iain Lake, pesquisador da Universidade de East Anglia, na Inglaterra.

Pesquisas anteriores já haviam previsto que o aquecimento global iria acelerar a disseminação do pólen, mas esse é o primeiro estudo a quantificar esses efeitos, disse Lake.

Não apenas mais pessoas vão ser afetadas por asma alérgica, coceira e olhos inchados, como a gravidade dos sintomas também deverá aumentar, concluiu o estudo.

Esse impacto será proveniente de maiores concentrações de ambrósia e de uma temporada de pólen que se estenderá entre setembro e outubro na maior parte do continente.

Países menos afetados hoje - França, Alemanha e Polônia, por exemplo - serão provavelmente os mais atingidos nas próximas décadas.

O principal culpado são as mudanças climáticas, mas a contínua propagação da espécie invasora Ambrosiaartemisiifolia também é um fator-chave.

Uma única planta ambrósia pode produzir cerca de um bilhão de grãos de pólen por ano, principalmente em agosto.

A ambrósia é responsável por mais da metade da produção de pólen em muitos países europeus.
A rinite é uma condição alérgica comum que afeta cerca de 40% dos europeus em algum momento de sua vida.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 400 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de rinite alérgica, e 300 milhões, de asma relacionada ao pólen.

O impacto econômico dessas condições é calculado em dezenas de bilhões de euros, ou de dólares, tanto na Europa quanto nos Estados Unidos.

A equipe de pesquisadores cruzou informações de mapas de estimativa de contagem de pólen de ambrósia com projeções de população, dados sobre onde as pessoas vivem e os níveis de alergia atuais.


Os pesquisadores tomaram como base um cenário de mudanças climáticas "moderadas" que provocariam um aumento de cerca de 2,5ºC da temperatura média global até o final deste século, em comparação com os níveis de 1850.

CASAL VAI INDENIZAR IGREJA APÓS OBRIGAR INSTITUIÇÃO A CASAR NOIVA GRÁVIDA...

FONTE:, (www.msn.com).


Um casal de Goiânia terá que indenizar uma igreja evangélica após obrigar judicialmente a instituição a realizar sua cerimônia de casamento.

De acordo com o site Bahia Notícias, a noiva estaria grávida e a igreja se recusou a realizar a cerimônia em função das doutrinas eclesiásticas.

Casar uma mulher que engravida antes do casamento ofende as regras doutrinárias e a instituição pode se colocar contra.

O casal porém moveu uma ação na justiça e a instituição foi obrigada a casá-los. Passada a cerimônia, a igreja também moveu ação judicial contra o casal e deve receber uma indenização de R$ 50 mil.

A TATUAGEM DE UMA MULHER COM CÂNCER DA MAMA QUE SE TORNOU VIRAL NA INTERNET...

FONTE:, Shaun Davies, Australia editor, BBC News Online, Sydney (noticias.uol.com.br).


Durante o ano em que lutava contra um câncer de mama, Alison Habbal ocupou as horas de náuseas e fadiga planejando o que chamava de seu "renascimento pós-doença".

Alison, que vive em Sydney, na Austrália, tinha 36 anos quando descobriu o tumor. Ela sabia que, além de uma boa parte do cabelo, também perderia o mamilo e ficaria com grandes cicatrizes no peito após uma mastectomia.

Mas a ideia de reconstruir o mamilo por meio de uma cirurgia plástico não a atraía.

"Eu não queria um falso mamilo feito com um pedaço de carne. Então eu pensei que eu faria uma tatuagem", disse à BBC.

"Durante o ano em que estava doente tinha sempre a ideia de me ver com o cabelo loiro e a tatuagem. O tempo todo em que estava doente fique pesquisando tatuadores na internet."

Após uma extensa deliberação, escolheu uma artista de 24 anos baseada na Nova Zelândia chamada Makkala Rose com um estilo de ilustração chamativo e colorido.

A tatuagem foi feita em Melbourne durante uma sessão de 13 horas em 1º de julho.

Feliz com o resultado, Alison publicou uma foto do desenho no Instagram e no Facebook.

"Onde está o mamilo?"

Não é preciso dizer que o post tornou-se viral.
A foto de Alison tem mais de 23.000 likes no Instagram e foi compartilhado em várias contas dedicadas a tatuagens.

Os comentários são na grande maioria positivos e quando alguém, muitas vezes um homem, pergunta onde está o mamilo de Alison, outros respondem contando a história por trás da tatuagem.

"Porque não há mamilo, posso publicar a foto no Facebook e no Instagram e eles não podem censurá-la, o que acho muito engraçado", diz Alison.

As tatuagens feitas após a mastectomia se tornaram populares nos últimos anos.

Embora mais e mais mulheres de todas as idades escolham tatuagens em vez de reconstruções mamárias, essas são particularmente populares entre as mais jovens.

Mas Alison acredita que, talvez, o que esteja gerando mais reações à sua tatuagem é seu sorriso na foto o que, argumenta, a torna mais emotiva do que as imagens nas quais apenas o seio aparece.

"Assustador".

Makkala Rose, a tatuadora, diz que Alison foi um "campeã" ao sentar-se durante 13 horas de trabalho intenso em áreas dolorosas e sensíveis, uma experiência que sua cliente descreveu como "assustadoramente horrível".

"Alison tinha muito claro o que queria, mas também me deu certa liberdade", diz Rose.

"Tatuar um seio é muito diferente de tatuar uma perna ou as costas. É um desafio desenhar algo que funcione nesta área".

"É muito gratificante e coloca muitas coisas em perspectiva. Foi ótimo para criar algo para ela", completa a tatuadora.

Alison, que é casada e tem uma filha de 7 anos de idade, diz que não estava particularmente incomodada quando viu o resultado de sua mastectomia.

"Muito feliz".

"O caroço tinha estado lá por um longo tempo e isso me doía. Tinha visões em que eu mesma o retirava, eu queria arrancá-lo", diz ele.

"Quando o extrai estava muito feliz. Nunca estive tão feliz na minha vida. E provavelmente não era uma reação normal, mas eu não me importava com a cicatriz."

O que a incomodava mais, diz, foi a falta de recursos para sobreviventes de câncer de mama com menos de 40 anos de idade.

"Não há muitas redes de apoio para as mulheres jovens. Várias mulheres entraram em contato comigo pelo Instagram, perguntando que remédios estava tomando", diz Alison.


"Quando você conhece outras mulheres jovens tem que agarrá-las. Há poucas pacientes a quem você pode conhecer se você tem menos de 40 anos."

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

CÂNCER DE PELE ESTÁ A UM PASSO MAIS PERTO DA CURA...

FONTE:, www.msn.com).



Os alertas para o risco de câncer de pele se multiplicam cada vez mais. Os avisos, as sugestões de proteção, as dicas de diagnóstico e os conselhos contra os comportamentos de risco repetem-se de ano para ano, mas o melanoma continua a ser a forma de câncer de pele mais letal em todo o mundo.

A ciência tem lutado contra esta tendência e um recente estudo parece dar um grande passo a frente na batalha.

Segundo o jornal El Mundo, uma equipe de investigadores da Universidade de Tel Aviv (Israel) e do Centro de Pesquisa Heidelberg (Alemanha) conseguiu descobrir o mecanismo de desenvolvimento do tumor cancerígeno e as duas substâncias que, defendem, podem estar na origem da eliminação desse mesmo tumor. É uma nova abordagem, mas que pode ser a descoberta que faltava para travar a doença.


Publicada na Nature Cell Bioloy, a investigação assume-se como uma nova base para diagnósticos e tratamentos da doença, que tem nas suas metástases um fator de igual risco, uma vez que pode afetar o cérebro, o fígado e os ossos, como disse o investigador principal Carmit Levy.

ANVISA PROÍBE DIVULGAÇÃO DE PRODUTO QUE PROMETE FALSA CURA DA AIDS...

FONTE: Agência Brasil, TRIBUNA DA BAHIA.


A Anvisa destacou que o produto não tem registro na agência e é, portanto, um produto clandestino, de origem e composição desconhecida.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu, hoje (26), a divulgação de produto feito à base da planta Mutamba, com a promessa falsa de cura da Aids/HIV. A decisão foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.
O produto tem sido divulgado na internet, mas, segundo a Anvisa, a medida é preventiva, porque não foram encontrados indícios da comercialização do Mutamba contra aids, como é chamado.
A Anvisa destacou que o produto não tem registro na agência e é, portanto, um produto clandestino, de origem e composição desconhecida.
“O produto feito à base da planta Mutamba, não tem registro na agência, nem apresenta ensaios clínicos que comprovem suas características medicinais. Os produtos irregulares, isto é, que estejam fora das exigências da agência não oferecem garantia de eficácia, segurança e qualidade que são necessárias para saber se funcionam e são seguros”, acrescentou a Anvisa.
A Anvisa alertou ainda que produtos e medicamentos irregulares ou falsificados podem não fazer efeito, prejudicar tratamentos médicos ou, em casos mais graves, comprometer a saúde do cidadão.

A agência orienta que antes de comprar ou divulgar itens de origem suspeita ou não registrados, os cidadãos podem entrar em contato com a Anvisa por meio do canal (0800-642-9782).

AS MELHORES (E PIORES!) BEBIDAS PARA O PRÉ-TREINO...

FONTE: , Eliane Contreras, (www.msn.com).


Nem sempre a gente associa energia baixa a desidratação. Mas é o que acontece quando você vai malhar sem beber água suficiente (no mínimo 600 ml até uma hora antes). "Com o corpo desidratado, o potencial muscular é menor e o cansaço bate já no começo do treino", diz a nutricionista Isabella Vorccaro, do Rio de Janeiro. Outro erro é consumir bebidas açucaradas ou de digestão difícil. Evite-as principalmente nos minutos que antecedem os chutes ou as pedaladas iniciais.

TROQUE: smoothies.
Quem nunca 
tomou iogurte e ficou conversando com ele durante a aula? De difícil digestão, as bebidas à base de lácteos costumam provocar desconforto gastrintestinal. "Além disso, o organismo deixa de irrigar os músculos para direcionar o fluxo sanguíneo para a região do estômago", afirma Isabella.
POR: água de coco batida com whey (proteína isolada do soro do leite), de uma hora e meia a uma hora antes do treino.

TROQUE: isotônicos.
Eles foram criados para repor energia (são ricos em sacarose) e os sais minerais perdidos em atividades de longa duração (maratonas, corridas de aventura). Por isso não são adequados para serem consumidos antes da sua série de musculação ou aquela caminhada de 30 minutos na 
esteira.
POR: suco de beterraba. Rico em substâncias que oxigenam as células, ele aumenta a performance.

TROQUE: sucos de caixinha.
Se você adora tomar um suquinho no caminho da academia, evite as opções com açúcar. Elas provocam um aumento brusco de glicose no sangue e, em seguida, uma queda repentina - o contrário do que se busca no treino.
POR: suco de fruta natural ou suco verde com o acréscimo de fibras (farelo de aveia, chia, linhaça batida, amaranto, biomassa de banana verde).

TROQUE: bebidas gaseificadas.
Você ainda não conseguiu se livrar do refrigerante? Pelo menos nos dias de treino, nem chegue perto. O gás provoca estufamento e desconforto abdominal. "Sem falar que o açúcar da bebida provoca picos de glicose e causa acidez extrema do pH, o que pode favorecer uma série de doenças", alerta a nutricionista.

POR: chá ou suchá (suco de melancia batido com chá de hibisco, por exemplo).

MULHER PAGOU AMIGO PARA CORTAR SEU BRAÇO E SEU PÉ PARA RECEBER DINHEIRO DO SEGURO...

FONTE: Redação/RedeTV! (www.redetv.uol.com.br).


Uma mulher vietnamita persuadiu um amigo a cortar um pedaço de seu braço e o seu pé para que pudesse parecer que ela havia sido atropelada por um trem e tivesse direito ao dinheiro do seguro.

Identificada apenas como Ly Thi N, a mulher de 30 anos foi encontrada próxima a uma ferrovia na capital do país, Hanoi. O amigo, Doan Van D, que se passou por um desconhecido, ligou para a polícia dizendo ter encontrada a mulher por acaso.

Mas a estranha história chamou a atenção dos investigadores, especialmente após eles olharem mais a fundo a vida de Ly Thi N. Eles descobriram que elas estava com problemas financeiros e, após ser interrogada, confessou que pagou ao amigo cerca de R$ 7 mil para que ele cortasse os dois membros.

Ela acreditava que tinha chances de ganhar até R$ 485 mil do seguro de saúde. O caso causou polêmica no país, especialmente entre aqueles que ficaram impressionados com o desespero da mulher.