sexta-feira, 30 de junho de 2017

ESTUDO REVELA PROTEÍNA CENTRAL PARA O CÂNCER...

FONTE: *** , (http://noticias.uol.com.br).

São Paulo - Um grupo internacional de cientistas identificou uma proteína do melanoma - o tipo mais agressivo de câncer de pele - que tem um papel central no processo de alastramento da doença para outros órgãos do corpo. De acordo com a pesquisa, publicada na revista Nature, inibir a proteína pode ser um caminho para impedir a metástase. Além disso, essa proteína pode ser utilizada como um marcador para identificar precocemente a agressividade do melanoma.

"Nós conseguimos descobrir mecanismos até agora desconhecidos no desenvolvimento do melanoma e identificamos novos marcadores de metástase que foram validados em amostras de pacientes. Esses resultados abrem novas rotas para tratamentos farmacológicos", disse a líder do grupo internacional que realizou o novo estudo, Marisol Soengas, do Centro Nacional de Pesquisas Oncológicas da Espanha.

Os cientistas já suspeitavam que, antes de se espalhar, os melanomas "preparavam o terreno" nos órgãos antes de colonizá-los. Acreditava-se que o processo começava com a ativação de vasos linfáticos em torno do tumor, depois nos nódulos linfáticos adjacentes, até chegar aos órgãos mais distantes.

No entanto, experimentos indicavam que havia algum elemento faltando nesse hipótese: a remoção dos nódulos linfáticos próximos do tumor não impedia a metástase e o câncer se espalhava da mesma forma. Para solucionar o mistério, os cientistas desenvolveram um modelo inovador para o estudo do melanoma em animais: camundongos geneticamente modificados que emitem luz quando os vasos linfáticos ligados à metástase são ativados. Com isso foi possível mapear as proteínas secretadas pelo tumor.

"Descobrimos várias proteínas secretadas especificamente por melanomas que se espalham de forma mais agressiva - e focamos em uma delas, chamada MDK, porque ela ainda era desconhecida e poderia representar um alvo terapêutico alternativo", disse Marisol.

Depois da descoberta em camundongos, os cientistas mostraram que pacientes humanos com níveis mais altos de MDK em seus nódulos linfáticos têm prognóstico pior. Assim, a proteína pode ser utilizada como um marcador de agressividade do melanoma. Em outro experimento em animais, o estudo também revelou que, ao inibir a expressão de MDK, a metástase também é bloqueada. "Encontramos na MDK uma possível estratégia para o desenvolvimento de futuras drogas."

*** As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


*** Fábio de Castro.

COMISSÃO APROVA PROJETO QUE PERMITE A VENDA DE CERVEJA EM ESTÁDIO...

FONTE: TRIBUNA DA BAHIA.


O fornecedor de bebidas deve ser habilitado, por meio de alvará específico e de laudos técnicos da Vigilância Sanitária, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviço aprovou na quarta-feira (28) o Projeto de Lei 1375/15, do deputado Goulart (PSD-SP), para permitir a venda e o consumo de cerveja em estádios, e seus arredores, durante eventos esportivos.
De acordo com a proposta, o fornecedor de bebidas deve ser habilitado, por meio de alvará específico e de laudos técnicos da Vigilância Sanitária, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. Além disso, deve entregar ao consumidor os produtos em copos plásticos.
Segundo o relator, deputado Cesar Souza (PSD-SC), normatizar o uso de bebida alcoólica nos estádios é a melhor maneira de lidar com o assunto. “Em razão da proibição, torcedores preferiram assistir ao jogo nos bares, onde podiam tomar cerveja durante a partida”, disse.
O autor da proposta lembra que, em estádios do mundo todo, vende-se cerveja na arquibancada. Segundo Goulart, o álcool em estádios não gera a violência.
Para o presidente da comissão, deputado Lucas Vergílio (SD-GO), a questão de violência está muito mais relacionada com a educação de quem frequenta o evento. "Eu particularmente sou favorável à proibição, porque não vejo esse nível de educação para o bom uso", disse.
Já o deputado Jorge Côrte Real (PTB-PE) afirma que, se o objetivo é evitar que torcedores cheguem alcoolizados ao evento, a proibição deveria ser em todo o perímetro do estádio. "Lá [no estádio] você não bebe muito, porque não é ambiente para isso e a bebida é muito cara." Segundo ele, o problema de brigas não vem do álcool, mas de questões como torcidas organizadas violentas.
Tramitação.
A comissão rejeitou o projeto apensado (PL 1980/15) que trata do mesmo assunto. Agora, as propostas serão analisadas de forma conclusiva pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

REGULAMENTAÇÃO DO CARTÃO REFORMA É PUBLICADA NO DIÁRIO OFICIAL...

FONTE: *** Agência Brasil, CORREIO DA BAHIA.
Programa, que beneficia famílias com renda mensal de até R$ 2,8 mil, dará acesso a subsídios para obras de reforma de residências.
O decreto que regulamenta o Cartão Reforma está publicado hoje (30) no Diário Oficial da União. O objetivo do cartão é permitir que famílias com renda mensal de até R$ 2.811,00 tenham acesso a recursos públicos subvencionados para que possam fazer reformas de suas moradias.
De acordo com o decreto, o valor da parcela da subvenção econômica será definido em termo de compromisso firmado entre o Ministério das Cidades e os entes responsáveis pelas ações do Programa Cartão Reforma, e será transferido ao ente apoiador, conforme andamento das ações do programa no município ou no Distrito Federal.
Para participar, o beneficiário deverá ser proprietário do imóvel e morar no local onde será feita a reforma. Terão prioridade famílias cujo responsável seja uma mulher, que tenham, entre os integrantes, idosos ou pessoas com deficiência.
O pagamento da parcela da subvenção econômica poderá ser feito de forma fracionada. O cartão será nominal e intransferível e tem validade de um ano, sendo necessário utilizar no período de vigência. A execução da obra de responsabilidade da família beneficiada receberá apoio de arquiteto e engenheiro. Eles verificarão a necessidade específica de cada residência.

*** Com informações da Agência Brasil. 

CONHEÇA SINTOMAS QUE PODEM INDICAR SÍNDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL...

FONTE:, Notícias Ao Minuto (http://www.msn.com).


Ao enfrentar problemas no intestino, como constipação intestinal ou diarreia, muitas pessoas associam o evento à ingestão esporádica de algum alimento ou líquido. Contudo, o que muitas delas não sabem é que esses sintomas podem estar ocorrendo em virtude da Síndrome do Intestino Irritável. Especialistas estimam que de 10 a 20% da população ocidental sofra com a doença.

O gastroenterologista do Seconci-SP, Moacir Augusto Dias, explica que a síndrome se manifesta por meio de dor ou desconforto abdominal e alteração do hábito intestinal, com constipação, diarreia ou alternância entre uma e outra.

 “O que difere o intestino com funcionamento irregular daquele com a síndrome é o período durante o qual os sintomas perduram. Se o problema persistir por três meses, de acordo com os critérios de Roma IV, é muito provável que o indivíduo esteja sofrendo com a doença”, comenta o médico.

Os critérios de Roma IV, produzidos pela Fundação Internacional de Roma de Gastroenterologia, preconizam que a doença pode ser diagnosticada caso haja dor recorrente por pelo menos um dia por semana, durante três meses, associada com dois ou mais dos seguintes sintomas: 1) relacionada à defecação; 2) alteração da frequência ou aspecto das fezes; e 3) alteração da forma das fezes.

Apesar de muitas vezes estar associada a problemas emocionais, imunológicos, infecciosos as causas definitivas da síndrome ainda são desconhecidas e não há estudos que indiquem quando os sintomas começarão a ser percebidos. Contudo, já se sabe que existe uma predisposição maior entre pessoas do sexo feminino e abaixo dos 45 anos.

O diagnóstico, segundo o gastroenterologista do Seconci-SP, é realizado a partir da observação dos sintomas e da realização de exames laboratoriais para a exclusão de outras doenças. Já o tratamento, geralmente, é feito por meio da administração de medicamento e acompanhamento psicológico. “Atualmente, quando o trabalhador ou seu familiar nos procura com sinais da Síndrome do Intestino Irritável, realizamos uma série de exames clínicos e também o encaminhamos para acompanhamento da nossa equipe de psicologia e, inclusive, de nutricionista, tendo em vista que alguns alimentos podem estar relacionados à piora dos sintomas”, explica o dr. Moacir Dias.

“É muito importante que o trabalhador procure ajuda médica caso apresente constipação ou diarreia persistente por mais de dois meses. Isso porque estes sintomas poderão acarretar problemas mais sérios, como a desnutrição pela dificuldade de o organismo absorver os nutrientes dos alimentos, no caso da diarreia, e o desenvolvimento de hemorroidas e fissuras no canal do reto, nas situações de dificuldade para a evacuação”, conclui.

Alimentos que ajudam a minimizar os sintomas.

Diarreia:
- Água, água de coco e soro caseiro;
- Biscoitos e torradas;
- Frutas (goiaba, maçã e banana) e legumes
- Gelatina;
- Sopa.

Constipação intestinal:
- Água em abundância;
- Fibras (barras de cereais, aveia, farelo de trigo e cereal matinal);
- Mel;
- Verduras;

- Frutas (mamão, uva, melancia, acerola, ameixa preta seca, pêssego e laranja com o bagaço).

SEXO POR OBRIGAÇÃO? TALVEZ O PROBLEMA NÃO SEJA O SEU RELACIONAMENTO...

FONTE: Helena Bertho, do UOL, em São Paulo (http://estilo.uol.com.br).


Quando a rotina é cada vez mais corrida e as horas de sono têm se tornado algo extremamente precioso e valorizado, se ver na situação de transar, mesmo sem estar com vontade, apenas para satisfazer o parceiro ou parceira é algo cada vez mais comum.

"Apesar de não existirem muitas pesquisas sobre isso, eu observo no meu consultório que mais da metade dos casais de longa data fazem sexo por obrigação", diz a sexóloga e terapeuta de casal Lelah Monteiro.

No entanto, a falta de vontade que leva a isso pode não ser necessariamente um sintoma de que o relacionamento vai mal: muitos outros fatores podem estar por trás do que leva as pessoas a transar sem vontade. "Às vezes o cansaço é maior que a vontade. É falta de disponibilidade", defende a socióloga Mirian Goldenberg como um dos principais motivos por trás do tal sexo por obrigação.

Para elas, transar pode significar dormir menos.
Esse é um problema que atinge muito mais as mulheres, devido ao acumulo de papéis e tarefas. Na pesquisa Mosaico Brasil 2.0, realizada pelo Prosex em 2016 e que analisou os hábitos sexuais dos brasileiros, foi levantado que para mulheres a qualidade do sono vem antes da vida sexual. Para os homens, a boa vida sexual seria quase tão importante quanto comer.

"Eu sou esposa, mãe, profissional, linda e magra. Nós não temos a escolha de não ser, nós queremos ser tudo isso. Existe uma pressão social enorme para as mulheres de cumprir todos os antigos e novos papéis", diz Mirian Goldenberg. "E como você vai conseguir curtir o prazer do sexo, com tudo isso te consumindo? É muita coisa", completa a pesquisadora, que defende que para muitas mulheres hoje o sexo pode significar apenas menos tempo de sono, e não prazer.

Some a isso o fato de que a excitação feminina não é automática -- é preciso desligar e relaxar. " O homem tem a sexualidade mais resolvida, é algo que ele faz para relaxar. Já a mulher não, tem muitos outros fatores emocionais e sociais que dificultam a excitação e o prazer", defende Lelah.

Nesse cenário, as duas acreditam que muitas mulheres se sentem na obrigação de transar para manter a relação. "Existe ainda uma cultura do 'se eu não fizer, outra vai fazer', porque o homem teria uma necessidade física de transar, que faz com que muitas mulheres se sintam no dever de fazê-lo", explica a sexóloga.

Para a esteticista A.S., 34 anos, isso é comum em seu casamento. "A rotina de trabalho, casa e filho cansa. Então rola a situação de eu não querer deixar ele sem sexo, mesmo cansada, e fazer só para cumprir a obrigação. E eu só penso: 'termina logo com isso'".

Homens também transam por obrigação.
Apesar de mulheres se sentirem mais pressionadas a transar quando estão sem desejo, homens também passam por isso. "Recentemente eu estava saindo com essa garota e ela fica o tempo todo no carinho, querendo. Eu estava mais tranquilo, mas é muito difícil falar que não, para parar, então eu acabava fazendo", conta B.C., 32 anos.

Para as especialistas, a dificuldade dos homens em recusar o sexo está mais ligada a uma necessidade de provar a masculinidade. "Não que seja mais fácil, eles têm medo de broxar, se sentem cobrados, as esposas cobram", explica Mirian Goldenberg. Ao que Lelah complementa com o fato de que se espera que seja da natureza do homem estar sempre com vontade, o que também é uma pressão.

Informação reforçada pelos dados de um estudo de 2015, do instituto GFK, que apurou que 44% dos homens entre 41 e 50 anos usavam medicamentos para disfunção erétil em todas as relações. "As brasileiras são as maiores consumidoras de remédios para ansiedade e para dormir. Os brasileiros são os maiores consumidores de Viagra", diz Mirian, para diferenciar as pressões que cada gênero sofre.

Não é um fracasso individual ou do casal.
A forma como essas pressões acontecem para levar tanto homens e mulheres a transar por obrigação mostra que não é um sintoma de fracasso da pessoa ou do casal. "Isso está ligado a uma cultura que multiplicou as escolhas e as obrigações Se você considera isso um problema seu ou do relacionamento, aí complica. Você vai se sentir cada vez mais um fracasso ambulante", defende Mirian, que acredita que é importante encarar a questão de maneira consciente e ter diálogo com a outra pessoa.

Para Lelah Monteiro, é importante também que as pessoas entendam como se sentem e expressem isso para os parceiros. "E não pode faltar respeito, ouvir as necessidades e desejos do outro e respeitar". Ela diz, ainda, que começar o sexo sem muita vontade pode, para alguns casais, levar ao prazer conforme a estimulação acontece e isso pode reforçar os laços entre os dois e aumentar o desejo. Mas para outros casais isso pode não funcionar.

Quando a obrigação vira violência.
É muito importante saber que quando uma das duas pessoas não quer transar e é forçada pelo outro, isso é estupro. No entanto, mesmo quando isso não ocorre, o sexo feito sem vontade e sem prazer pode ser violento.

"Eu transava para agradar meu parceiro, pois ele me falava 'como assim você não quer?', então eu fingia logo um orgasmo e me sentia impotente e violada. Hoje eu vejo que ele deveria ter respeitado quando eu não queria", conta A.B., 27 anos.

Para Lelah Monteiro, "é importante a mulher ter algum tipo de prazer, em que haja o mínimo de excitação, lubrificação e relaxamento muscular. Senão causa culpa, conflito e pode até causar dor e machucar, levando a disfunções como o vaginismo, uma contração involuntária da vagina que dificulta o sexo".

Ela acredita que um deve respeitar as vontades do outro e também observar os sinais que a pessoa dá com o corpo. " Há sinais físicos, faciais e corporais da excitação e do prazer. E a pessoa que finge não consegue expressar o tempo todo, ela pode dar um gemido ou contrair o corpo algumas vezes, mas é perceptível se está preocupada", explica.

B.C. concorda com ela. Apesar de hoje estar na situação de não querer transar, ele já esteve do outro lado: "Às vezes, chega no desconforto de a pessoa não perceber que você não está a fim. Mas eu namorei muitos anos e eu sempre queria, ela nem sempre. Quando não rolava, eu ficava de cara feia, mal-humorado, estragava a noite. Um ano depois que a gente terminou ela veio me falar que às vezes fazia por causa da minha reação e que aquilo era muito violento para ela, incomodava".


O ideal, quando não se está a fim, é falar e respeitar. Mas a sexóloga reforça: mesmo se a pessoa não falou e você está percebendo que ela não quer, não force a barra. 

JOVEM É MORTA DENTRO DE CARRO EM ESTACIONAMENTO NA INGLATERRA...

FONTE: Redação/RedeTV! (http://www.redetv.uol.com.br).



A estudante Molly McLaren, de 23 anos, foi morta após ser esfaqueada dentro do carro no estacionamento de um shopping, em Kent (Inglaterra), na quinta-feira (29). 
Segundo informações do Daily Mail, a jovem foi morta a facadas e teria tido o pescoço cortado. "Aparentemente, a moça tinha sido trancada no carro pelo rapaz", conta a testemunha Rosie Bell, de 25 anos, ao jornal local. "Ele, então, voltou ao veículo, entrou, a esfaqueou e em seguida cortou a garganta dela. Ninguém conseguiu de fato ver a briga que estava acontecendo porque estava ocorrendo dentro do carro", acrescentou. 

Principal suspeito da morte, Joshua Stimpson, de 25 anos, foi preso ainda no local do crime. Ele e a jovem eram próximos, e tinham fotos em que apareciam juntos. No entanto, ainda não há informações sobre o tipo de relacionamento que eles mantinham.
O caso gerou comoção no país, com pessoas deixando flores no local do assassinato e lamentando a morte da jovem, descrita por amigos e familiares como "menina mais amável da Terra" e "trabalhadora exemplar".

Joshua foi indiciado por homicídio e será ouvido na corte na tarde desta sexta-feira (30).

ILHÉUS SEDIA IX FESTIVAL INTERNACIONAL DO CHOCOLATE E CACAU...

FONTE: Da Redação, TRIBUNA DA BAHIA.


Maior evento sobre o setor no país, o festival reúne toda a cadeia produtiva do cacau ao chocolate, derivados, aspectos e manifestações culturais e artísticas.


Entre os dias 20 e 23 de julho, o Centro de Convenções de Ilhéus será palco a 9ª Festival Internacional do Chocolate e do Cacau (FICC). Estima-se que cerca de 50 mil pessoas devam participar da programação do festival, que conta com o apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura da Bahia, na categoria Eventos Calendarizados.
Entre as atividades previstas se destacam palestras, rodadas de negócio, apresentação de grupos culturais e degustação de produtos da cadeia produtiva do cacau e do chocolate. 

De acordo com os organizadores, o objetivo do FICC é fomentar a cultura, a economia e o turismo. O evento tem ainda a meta de estimular a produção de um chocolate com alta qualidade, preservando o meio ambiente.

Maior evento sobre o setor no país, o festival reúne toda a cadeia produtiva do cacau ao chocolate, derivados, aspectos e manifestações culturais e artísticas.

A programação que é gratuita se concentra no Centro de Convenções de Ilhéus e envolve ainda workshops de gastronomia com chefs renomados do país e debates sobre as principais tendências do mundo do cacau e chocolate, bem como soluções para empreender no setor, novas marcas e avanços tecnológicos.

Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda.

O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado.

A DIFICULDADE NATURAL QUE TORNA ALGUMAS PESSOAS MENOS PROPENSAS A PRATICAR EXERCÍCIO...

FONTE: 
,
(http://noticias.uol.com.br).


"A cultura e a educação têm um aspecto relevante na vida das pessoas na medida em que elas vão crescendo, amadurecendo", diz Francos Marco.

"Se você nunca viu ninguém da sua família ou de seu entorno praticar esporte ou fazer exercício físico, vai ser difícil você se sentir propenso a praticar. Se for o contrário, é comum a criança incorporar isso como algo implícito para o resto de sua vida".

Outro fator determinante é a motivação, afirma o especialista.

"As pessoas querem resultados rápidos porque associam a prática do exercício a um sofrimento ou sacrifício que requer muita vontade e disciplina. Se não veem a recompensa, o que sobram são as dúvidas e questionamentos sobre se o esforço vale a pena."

Segundo o preparador físico espanhol, o mais recomendável é entender que se trata de um processo lento, que requer vontade e dedicação, mas que a recompensa vem com o tempo.


Ele ressalta que é importante aceitar também que algumas pessoas são simplesmente mais preguiçosas por natureza, enquanto outras são mais ativas.

TAXA DE DESEMPREGO NO PAÍS SE MANTÊM EM 13,3%, DIZ IBGE...

FONTE: *** Agência Brasil, CORREIO DA BAHIA.

A população desocupada chegou a 13,8 milhões de pessoas, permanecendo estável em relação a fevereiro e crescendo 20,4% em relação a maio de 2016.
A taxa de desemprego no país ficou em 13,3% no trimestre encerrado em maio deste ano. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa manteve-se estável em relação ao trimestre encerrado em fevereiro. Na comparação com o trimestre encerrado em maio de 2016, no entanto, houve um aumento de 2,1 pontos percentuais, já que naquela ocasião a taxa havia sido de 11,2%.
Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgada hoje (30/6). Esta foi a maior taxa de desocupação para um trimestre encerrado em maio desde o início da série da pesquisa, em 2012.
O nível de ocupação, que é o percentual de pessoas ocupadas em idade de trabalhar, também atingiu o menor nível da série histórica da pesquisa para trimestres encerrados em maio (53,4%). Em relação a maio de 2016, houve queda de 1,3 ponto percentual (54,7%).
Segundo a Pnad, a população desocupada chegou a 13,8 milhões de pessoas, permanecendo estável em relação a fevereiro e crescendo 20,4% em relação a maio de 2016 (2,3 milhões de pessoas a mais).
A população ocupada, de 89,7 milhões, também manteve-se estável em relação a fevereiro, mas caiu 1,3% (menos 1,2 milhão de pessoas) em relação a maio de 2016. Os empregos com carteira assinada somaram 33,3 milhões, 1,4% a menos do que fevereiro (menos 479 mil pessoas) e 3,4% a menos do que maio de 2016 (menos 1,2 milhão de pessoas).
Renda.
O rendimento médio real habitual do trabalhador brasileiro ficou em R$ 2.109 no trimestre encerrado em maio deste ano. O valor é relativamente estável em relação aos observados no trimestre encerrado em fevereiro deste ano (R$ 2.102) e em abril de 2016 (R$ 2.062).
Na comparação com fevereiro, entre os grupamentos de atividade, apenas os trabalhadores domésticos tiveram crescimento no rendimento (1,5%), os demais se mantiveram estáveis. Na comparação com maio do ano passado, apenas o segmento de agricultura e pecuária teve crescimento de 7,8%, os demais se mantiveram estáveis.
A massa real de rendimentos, que é o total recebido habitualmente por todos os trabalhadores brasileiros, também ficou relativamente estável nos dois tipos de comparação, ao somar o valor de R$ 184,42 bilhões no trimestre encerrado em maio. Em fevereiro deste ano, o valor havia sido de R$ 183,07 bilhões e, em maio de 2016, de R$ 182,7 bilhões.

*** Com informações da Agência Brasil. 

PREFERIR SE MASTURBAR A TRANSAR É UM PROBLEMA? ESPECIALISTAS RESPONDEM...

FONTE: Gabriela Guimarães e Marina Oliveira, Colaboração para o UOL (http://estilo.uol.com.br).

Masturbar-se é mais simples do que fazer sexo a dois. Para começar, não existe exigência de desempenho. Não é necessário ter uma ereção muito rígida, no caso do homem, nem mantê-la por muito tempo. Também é dispensável passar pelo ritual corporal e mental de preparação para o sexo, que requer relaxamento, envolvimento e preliminares. E, no fim, você pode simplesmente gozar, virar para o lado e dormir imediatamente, sem ter de falar sobre emoções.

“Preferir se masturbar apenas significa que encontramos uma forma mais fácil de obter o mesmo prazer sexual”, diz o psicoterapeuta sexual Oswaldo Rodrigues Jr., diretor do Instituto Paulista de Sexualidade.

Segundo os especialistas, a masturbação tem um papel importante na sexualidade individual e do casal. É uma maneira de "manter a chama do sexo e da própria libido acesas", explica o sexólogo Rodrigo Torres, membro da Sociedade Internacional de Medicina Sexual. "A masturbação proporciona autoconhecimento, uma relação melhor com o corpo e com as fantasias íntimas – que, depois, podem ser desenvolvidas no sexo a dois", diz Torres. Além disso, é uma forma de lidar com apetites sexuais diferentes – afinal, se o par não está muito a fim, por que não proporcionar o próprio prazer?

A masturbação só se torna um problema quando prejudica o relacionamento ou faz a própria pessoa ficar insatisfeita. "Se o outro se irrita com o afastamento, sente-se rejeitado e interpreta aquele comportamento como falta de atração, pode haver um desgaste", explica a psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do Programa de Estudos em Sexualidade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo. "A pessoa que se masturba também pode se sentir culpada por não conseguir ter prazer na atividade a dois da mesma forma que tem na masturbação", diz a psiquiatra.

Masturbação muito frequente também traz riscos.
A preferência pela masturbação pode ter origem na dificuldade de comunicar ao par o que realmente gosta. O uso de brinquedos eróticos também pode estimular a busca pelo prazer solitário. Os vibradores são um exemplo. "Há vibradores de todas as formas e muito potentes. Utilizando-os, é possível chegar ao orgasmo muito mais rapidamente", explica a psicanalista Lelah Monteiro, especialista em Sexualidade pela Universidade Estadual de Londrina. De acordo com os especialistas, homens que veem muita pornografia também podem preferir a masturbação ao sexo.

Da mesma forma, quem vive uma relação que caiu no comodismo pode acabar exagerando na masturbação. "Quando um relacionamento se torna cansativo, a masturbação pode ser a solução", diz Lelah. Contudo, ela afasta o casal do diálogo, fundamental para resolver o descompasso. Outro risco é condicionar o corpo a só responder aos estímulos solitários. "Ao se condicionar a ter prazer apenas dessa forma, a pessoa não vai conseguir se excitar, conduzir e terminar o ato sexual quando estiver com alguém. Homens que se masturbam repetitivamente podem não conseguir ter ereção ou ejacular", diz Carmita Abdo.

Em longo prazo, a masturbação como única forma de prazer também pode causar uma espécie de déficit de atenção sexual, quando a pessoa não consegue se concentrar no momento da transa e, então, não estabelece nenhum tipo de troca com o parceiro.

Masturbação não deve ser encarada como fuga da relação.
Masturbar-se é muito saudável, não importa o status de relacionamento. A prática só não pode ser uma fuga de diálogos importantes entre o casal. É preciso haver liberdade para falar o que não funciona mais na relação. "Relacionar-se é saber lidar com frustrações. Tem que cair na realidade e entender que não há como ler a mente do outro ou ter a mente lida. Tem que falar!”, diz Oswaldo Rodrigues Jr.


Também não custa lembrar que a masturbação pode ser feita durante a relação a dois, com brinquedos eróticos, inclusive. Pode, ainda, servir como preliminar: você se masturba sozinho, enquanto o outro olha e se excita.

A COMBINAÇÃO DE ALIMENTOS QUE TE FAZEM MAL!...

FONTE:, (http://www.msn.com).


"As combinações - explica Valeria Petrelli, médica cirurgiã especializada em Ginecologia, obstetrícia e Nutricionista clínica - são importantíssimas. O alimento não é sempre igual a ele sozinho, mas varia de acordo como vem proposto, como vem cozido e como vem associado. Um exemplo: a vagem é diurética, pobre em sódio e fica muito bem associada à carne. Mas se a associamos ao peixe a soma dos sais induz a uma contração da diurese com consequente retenção hídrica. Pode também causar problemas de sono pela excessiva ativação da função da tireoide".

Antes de decidir o que vai colocar na mesa é melhor anotar alguns conselhos para evitar decepções e surpresas.

 Aqui estão as nossas dicas:

1. evitar o excesso de açúcar.

Não é uma banalidade. Quando escolhemos comer o primeiro prato, evitamos o pão e a fruta. E depois principalmente com o primeiro prato devemos evitar as hortaliças como as cenouras, erva-doce, cebola e feijão verde. Isto porque eles são vegetais que crus têm uma ação diurética, mas cozidos transformam frutose em glucose e tornam-se muito doces. Se comemos um prato de massa, vagem cozida e fruta vamos ter uma carga de carboidratos espantosa.

2. atenção ao tomate.

O tomate vai muito bem com peixe cozido, que perdeu seu sal na água. Não vai bem com os queijos envelhecidos que devem também ser evitados em combinação com qualquer verdura crua. Muito melhor o cozimento, principalmente aquelas ricas em ferro: chicória, espinafre, endívias, alcachofra. Se deseja reduzir o teor de sal das verduras, o conselho é mergulhá-las em água fria e depois levá-las ao fogo.

3. o queijo.

O queijo é mais fácil de combinar. Apenas o parmesão tem um particular equilíbrio de sal. Portanto neste caso ele pode ser proposto em saladas. A refeição diurética perfeita: 50 g de parmesão, aipo ou espinafre cru, a couve-flor crua em carpaccio, a alcachofra crua ou feijão verde. Para terminar 50 g de pão e algumas fatias de ananas.

A regra das combinações: os pratos e as combinações desintoxicantes  não funcionam se são feitas com muita  frequência. Vamos portanto intercalar a refeições normais e sempre de conteúdo, para manter a dieta eficaz e equilibrada.

4. qual verdura combina com a carne?

Com a carne, principalmente a vermelha, vai combinar a verdura crua. Se a carne for branca podemos também combinar a verdura cozida, mas deve ter sempre frutas. Estas combinações não servem para os peixes. Com os peixes é melhor evitar as vagens e as verduras de folha cozidas: espinafre, chicória e a acelga para evitar o excesso  de sais minerais que provocarão a retenção hídrica.

5. antes de comer a pizza.

É bom saber, a pizza é um alimento que une tanto uma boa quantidade de açúcar quanto um excesso de sal. Além do mais não podemos descartar os problemas de digestão ligados aos gazes e ao cozimento muito rápido. Portanto não é um alimento aconselhável durante as dietas de emagrecimento. Em qualquer caso não deve associar a cerveja e frutas para não exceder os açúcares. 

6. como tomar um sorvete.


Para quem não tem problema de glicemia alta, um bom sorvete de qualidade pode substituir o almoço. A porção certa é de 250 g, mas atenção, se tomar também à tarde, um pouco menos para evitar um excesso de açúcar. O jantar no entanto deverá sr à base de proteínas, carne ou peixe com frutas e pouco pão.

MULHER ENCONTRA PINTINHO EM OVO COMPRADO EM SUPERMERCADO...

FONTE: Redação/RedeTV! (http://www.redetv.uol.com.br).


A britânica Penny McAllister levou sua indignação às redes sociais após encontrar um pintinho em um ovo comprado em um supermercado de Leicester, na Inglaterra. 
"Quebrei alguns ovos hoje para o café da manhã e encontrei um pintinho crescendo dentro deles", escreveu ela ao reclamar na página da loja Tesco no Facebook. "Pensei em abrir os outros para ver quantos estão assim, mas não sei se quero saber. Não tivemos coragem! O que aconteceu de errado aqui?", acrescentou. 

A foto do pintinho envolvido pela membrana também revoltou outros clientes da loja. "Isso é nojento! Nunca mais comerei ovos", escreveu uma. "É por isso que não como ovos", disse mais uma. "Comi ovos nesta manhã. Agora sinto que vou vomitar", acrescentou outra.

Em resposta à reclamação, a loja lamentou o caso, pediu que a cliente devolva o produto para a loja da região e peça reembolso.

SUA PELE FICA DETONADA NO INVERNO? TOMAR MENOS BANHO ESTÁ ENTRE AS SOLUÇÕES...

FONTE: Mariana Bueno, Colaboração para o UOL (http://estilo.uol.com.br).


Tempo seco, ventos e temperaturas baixas fazem com que a pele sofra no inverno. É comum que, com a diminuição na transpiração corporal, a pele fique ressecada, avermelhada, com rachaduras e pode até mesmo começar a descamar ou apresentar alergias. Na presença desses problemas, é importante buscar um dermatologista. No entanto, é possível prevenir os dramas típicos da estação fria com os cuidados abaixo.

1 – Evite banhos muito quentes.
A água quente acentua o desequilíbrio da camada de proteção que ajuda na oleosidade natural da pele e suavidade. A dermatologista Karla Assed, do Rio de Janeiro, explica que banhos assim podem deixá-la mais ressecada e sem brilho, facilitando a formação de dermatites. “A água quente provoca também uma dilatação dos poros e pode desencadear uma urticária temporária, por isso é comum algumas pessoas sentirem coceiras após o banho”, explica.

2 – Tome menos banhos e maneire no sabonete.
O excesso de banho (mais de um por dia) também interfere na proteção da pele - e o uso de sabonete também. O produto pode prejudicar o equilíbrio natural da pele que forma a camada protetora. “Quando se toma banho com sabonete várias vezes ao dia, a proteção acaba sendo reduzida ou removida, ressecando a pele e facilitando a formação de fungos”, afirma. Se for tomar mais de um banho por dia, o ideal é usar o sabonete apenas nas axilas e região íntima.

3 – Não faça esfoliações.
Tanto os produtos específicos para esfoliar a pele como o simples uso da bucha podem acabar com a suavidade da pele se usados diariamente. A indicação da bucha é apenas para os pés e as axilas.

4 – Hidrate muito a pele.
Como a pele tende a ficar muito ressecada depois do banho, especialmente com água quente, a hidratação deve ser imediata. Além disso, o hidratante pode e deve ser reaplicado durante o dia, dando preferência aos que contém na fórmula semente de uva (ela ajuda na formação do com o colágeno, mantendo a elasticidade da pele), ureia (alto poder hidratante), vitamina C (excelente rejuvenescedor que atua na produção do colágeno e elastina) e lactato de amônio (atenua o ressecamento da pele possibilitando a recuperação da umidade natural).

5 – Use hidratantes labiais.
Eles previnem as rachaduras nos lábios que às vezes chegam até a doer. A dica é escolher um hidratante labial que tenha também filtro solar. Existem muitos com cor que também podem substituir os batons.

6 – Prefira produtos oil-free para o rosto.
Os hidratantes podem obstruir os poros e, com isso, induzir a formação de cravos e espinhas. Por isso a melhor opção para o rosto são os produtos não oleosos.

7 – Aplique filtro solar diariamente.
No inverno o ângulo do sol muda, mas os raios ultravioleta continuam existindo e podem causar os mesmos “estragos” do verão. Por isso é importante continuar usando filtro solar durante o dia, independente da temperatura.

8 – Beba muita água.
A água é o melhor hidratante natural e a recomendação é de pelo menos dois litros por dia. “Um corpo hidratado apresenta uma pele macia e elástica. Para pessoas que têm dificuldade em tomar água durante o inverno, uma dica: ingerir chás claros ou de frutas. Assim, o consumo se torna mais prazeroso”, dia a dermatologista Betina Stefanello, da Clínica Les Peaux, no Rio de Janeiro.

9 – Alimente-se corretamente.

A alimentação também é uma aliada da saúde da pele. Segundo a dermatologista Betina Stefanello, o ideal é comer legumes, hortaliças e frutas, alimentos que são fontes de vitaminas e minerais que neutralizam os radicais livres, prevenindo o envelhecimento. “Alguns exemplos são as frutas ricas em vitamina C (morango, laranja, mexerica, limão e cereja), vegetais (brócolis, repolho e cenoura), alimentos ricos em vitamina E (castanhas, nozes e amêndoas) e também a soja, que melhora a elasticidade”, finaliza.